Topo da pagina

segunda-feira, 9 de março de 2015

Crônica: Descobrindo que Papai Noel não existe


Devia estar com meus 5 anos de idade... Estávamos perto do natal e, como sempre, já tinha em mente o que queria ganhar do Papai Noel: Queria um quebra-cabeça! Não qualquer quebra-cabeça. Iria deixar claro em minha cartinha que queria um dos difíceis, com várias peças.

Claro que rolou a célebre pergunta: "July, o que vai pedir pro Papai Noel?" Ardilosos! Estavam tramando pelas minhas costas!

No meio de uma brincadeira com um dos meus amigos imaginários, descobri uma caixa ainda plastificada. A caixa era grande, colorida... tinha todo jeito de um brinquedo. Pensei: "Coisa que adulto compra não é assim... isso deve ser pra mim, vou perguntar pra alguém!" 

No meio do caminho esbarrei com minha avó: "Olha o que achei!". A cara dela foi de desespero, chateação... e gritou disse: "Menina, quem mandou você pegar isso???? Você é muito buliçosa!" Me deu uma bronca! Brigou feio comigo, dá pra acreditar?! "Mas, o que eu fiz de errado? Só encontrei uma caixa bonita!". Abruptamente, ela tomou a caixa de minha mão e saiu andando rápido para colocá-la em um lugar alto, fora do meu alcance. 

Agora vejam se a criança (no caso eu) tinha culpa de encontrar uma caixa de brinquedo que foi deixada ao alcance dela! Se eu achei foi porque tava mal guardado, né? Pessoal mais incompetente que nem sabe esconder um brinquedo de uma criança...

Chegou o natal... que feliz! Acordei cedo esperando que Papai Noel tivesse passado em minha casa como fazia todos os anos. Adivinha o que estava na cabeceira de minha cama? O meu presente!!! Fiquei radiante. Abri ansiosa para ver o meu quebra-cabeça e... Papai Noel acertou em cheio! Era bem assim que eu queria, mas... espera aí... Eu já vi essa caixa antes! Esse desenho... essas cores... Essa é a caixa que encontrei dois dias atrás e levei a maior bronca por isso!

Espera aí de novo... Se meu quebra-cabeça já estava aqui há dois dias atrás, então... não foi o Papai Noel, foram vocês!!! Fui enganada todos esses anos (todos esses anos... alô-ôu! você só tem 5 anos, criança!).

E foi assim, dessa forma dramática e decepcionante, que descobri que Papai Noel não existe.

6 comentários :

  1. É triste né? Quando descobrimos que nossas fantasias eram só fantasias. Mas faz parte da nossa infancia né? São nossas primeiras decepções. hehehe Beijos!

    www.vireigentegrande.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, são nossas primeiras decepções, mas... faz parte. Assim é a vida. rsrsrs
      Beijosss.

      Excluir
  2. Adorei o post, apesar que eu queria que o papai no el existisse...rsrs...adorei o blog, seguindo... beijos.
    www.umgarotodelicado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caio, que bom que gostou. Seja bem vindo! =)

      Excluir
  3. Que dó July, mas ninguém nunca alimentou minha fantasia, sempre soube que papai noel não existia :/
    Triste né?!
    Seguindo aqui seu blog, que a propósito está lindo!!!
    Tem sorteio lindo no meu blog!!!
    http://nossarotina-arthur.blogspot.com.br/p/sorteios.html

    ResponderExcluir
  4. Oi Daniela!
    Difícil os pais não falarem de Papai Noel, mas conheço pessoas que já me disseram que falarão a verdade desde sempre para seus filhos e que tb não vão alimentar essa fantasia. Confesso que fico confusa, não sei até que ponto isso é bom...
    Obrigada por me seguir! \o/ Indo já participar do sorteio do seu blog. ;-)
    Beijão.

    ResponderExcluir

Layout base por ♥ Erica Pires © 2013 • Customização ♥ Mariana A. Albertin © 2015 • Powered by Blogger • Todos os direitos reservados • Melhor Visualizado no Google Chrome.